quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Quanto tempo em pessoal!
Pois é, o tempo passou, a vida dos colaboradores desse blog mudou, e as coisas aconteceram tão rápido que não deu tempo de passar por aqui e contar o que aconteceu.
É o seguinte agora somos Universitários, ou pretendemos ser... E senti falta desse espaço, o qual me faz lembrar de como é vida era fácil; apenas estudos, de como era bom acordar cedo todos os dias para ir à escola, nem que seja pra zuar e bagunçar um pouquinha na aula com os velhos amigos. Pois é, muita coisa mudou.. 
A um ano atrás estava-mos pensando como seria nosso futuro, era tudo cheio de expectativas e sonhos, e agora estamos aqui, cada um para um lado, às vezes com pouco contato mas com a certeza de que todos um dia serão o que sempre sonharam...E é assim que me despeço..


Um Grande Abraço Thiane dos Santos

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

O FIM

Mais um fim de ano, mais umas merecidas férias chegando.
Dessa vez será diferente porque não vai ter a volta às aulas.
É o fim de uma jornada e o começo de outra.

Mas ainda seremos amigos ...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Estava precisando fazer uma faxina em mim...e fiz : abrindo o armário.
Assim como jogar alguns pensamentos indesejados fora, lavar algumas essências que andam meio que enferrujadas, pois já não brilhavam.
Tirei do fundo das gavetas  lembranças que não uso e não quero mais. 
Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões. Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei, joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li. 
Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas, e as coloquei num cantinho , bem arrumadinhas. Fiquei sem paciência, tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste, mas havia lá, outras coisas e belas!!!Um passarinho cantando na minha janela... aquela lua cor de prata que vi na praia, o pôr do sol nas montanhas... Fui me encantando e me distraindo; olhando para cada uma daquelas lembranças.Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas. Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou.Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, também joguei fora no mesmo instante!Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que faria com elas.Se as esquecia lá mesmo ou se mandava para o lixão.
Aí, fui naquele cantinho, bem naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos, e sabe o que descobri ?
Que tinha um jóia lá, toda embrulhadinha, tão rara e preciosa, talvez o maior bem que possua. 
Eu não a usava há muito tempo.Nem sabia que a tinha mais, tinha me esquecido. mas, ela estava lá e quando eu a olhei, ela brilhou para mim, como sempre o fizera; Peguei-a entre os dedos e fiquei apreciando.
Assim, embevecida e encantada.
Cuidei dela com muito carinho, despejei meu amor por entre suas frestas e não deixei de usá-la mais.
Agora mesmo eu a estou usando para falar com você. Pode saber o que é?
Sim, amigo, é minha arte de escrever. 
De brincar com o teclado e com o jogo de letras que se fazem visíveis no meu pensamento mesmo antes dos dedos tocarem o teclado, mas, que às vezes, parece que são mais rápidos do que ele e posso me divertir mais assim. 
E com uma simples frase, escrever uma história inteira. Em dia de faxina, sempre fica tudo uma bagunça incrível, desorganizamos tudo, para colocar em ordem depois mas, melhor é desorganizar a ordem, porque fica tudo certinho. Bem, assim ...mais fácil para mim.Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas meta, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista.Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei o meu amor, pois eu o uso a todo instante, mantenho-o sob meu olhar de paixão incontida, banho-o todos os dias com ternura, dou-lhe atenção de menina, durmo com ele, bem juntinho ao meu lado e encho-o de beijinhos melados.E ele? Bem,... ele retribui.

Por Thiane Santos

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Curiosidades reveladas pela exposição 'O Fantástico Corpo Humano'


  • Um ser humano perde em média 40 a 100 fios de cabelo por dia.
  • Um espirro pode ultrapassar os 160 quilômetros por hora.
  • Cada vez que lambemos um selo, consumimos um décimo de uma caloria.
  • Os ossos do esqueleto juntam-se em mais de 100 articulações, dando ao corpo uma mobilidade notável.
  • A forma convexa e a camada interna esponjosa dos nossos ossos cranianos criam uma proteção para o cérebro.
  • Os bebés têm 300 ossos; os adultos têm 206.
  • O cóccix, na base da nossa espinha, é tudo o que nos resta das caudas dos nossos antepassados.
  • Os ossos das crianças crescem mais rapidamente durante a Primavera.
  • O tecido Muscular cardíaco contrai para fazer bater o coração.
  • A língua é composta por 16 músculos individuais.
  • Os músculos do coração criam pressão suficiente para esguichar sangue a mais de 9 metros.
  • Os mais pequenos músculos do corpo encontram-se nas orelhas.
  • Os músculos produzem calor para manter a temperatura corporal
  • Os cérebros das raparigas constituem 2,5 por cento do peso corporal. Os cérebros dos rapazes constituem 2 por cento.
  • Cada neurônio tem muitas dentrites, ou ramificações, que o ligam a milhares de outros neurónios.
  • O coração é um músculo com duas câmaras que bombeia o sangue para todas as zonas do corpo.
  • Existem 96 mil quilômetros de vasos sanguíneos no corpo humano.
  • Quando chegamos aos 70 anos, já respiramos pelo menos 600 milhões de vezes
  • Em média, um maço de cigarros retira-lhe duas horas e vinte minutos de vida.
  • As papilas são os altos na língua que contêm as papilas gustativas.
  • O aparelho digestivo desfaz a comida que ingerimos e converte-a nos nutrientes que utilizamos como combustível.
  • O espermatozóide masculino é a célula mais pequena do corpo; o óvulo feminino é a maior.
  • Os rins filtram as impurezas do sangue a uma taxa de cerca de 57 litros por hora.
  • O coração de um embrião começa a bater durante a terceira semana.

Cotidiano Jornalístico


O trabalho do repórter


            É uma constante de contatos e apuração. Depois da reunião de pauta, da definição do assunto, ou assuntos, que ele vai ter de cobrir no dia, cabe ao profissional partir para a pesquisa, apuração e contato com as fontes.
            Levantados os dados, o início da história, cabe ao repórter ir à busca dos detalhes, descobrir os fatos que vão sustentar sua reportagem. A apuração é a parte fundamental, é o momento em que ele vai falar com as várias fontes, com pessoas que acompanharam determinados acontecimentos, com aqueles que têm a vida afetada de forma positiva ou não por conta pelo acontecimento.


Thiane Santos

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Estrutura do texto de divulgação científica

      Não há uma estrutura definida para um texto científico, mas em geral há uma ideia principal no primeiro ou segundo parágrafo e um desenvolvimento com argumentos que podem persuadir o leitor. Nessa parte há comparações, explicações, dados estatísticos, etc. Nem sempre existe conclusão. A linguagem é objetiva e clara, empregando-se, quse sempre, a variedade padrão formal da língua, a depender do público alvo.

                                                                                          por Fernando Aragão